Google
 

terça-feira, 8 de abril de 2008

Honda Fit 2008


A Honda quando lançou o Fit em 2006 visava atender o público japonês que queria um carro prático, econômico e durável.

Mas foi só lançá-lo nos Estados Unidos que o fabricante percebeu que o carro se tornaria um sucesso mundial pois logo nos primeiros meses havia fila de espera para adquirir um.

Agora o Fit segunda geração lançado em outubro no Japão não almeja essencialmente o público japonês mas o mundo inteiro.

Diferentemente do Japão onde o Honda Fit é um carro com grande sucesso entre o público universitário, no Brasil o Fit é um carro mais 'família' e de um certo status. O motivo dessa mudança de público consumidor é basicamente devido ao maior poder aquisitivo dos japoneses comparados conosco.

As principais diferenças do Honda Fit modelo 2008 japonês para o que será montado no Brasil (aqui será oferecido como linha 2009) são o motor flex e, obviamente, a direção do lado esquerdo.

Em termos de dimensões mudou pouco: no comprimento aumentou 5,5 cm, 2 cm a mais de largura e 5 cm a mais do que a versão anterior na distância entre eixos, o piso da cabine ficou 7,6 cm mais rebaixado e os retrovisores 30% maiores.

Com molas e amortecedores mais flexíveis e braços mais longos na suspensão traseira deixam o carro mais firme na horizontal.

Na cabine várias melhorias inspiradas no Civic como a alavanca de câmbio, volante de três raios forrado em couro e com controle do rádio e piloto automático, além dos bancos que foram modificados aproximando-se do padrão do Civic. Em relação aos bancos, apoios de cabeça de embutir melhoram a visibilidade ao dirigir para trás. O próprio sistema modular (ULT) dos bancos foi bastante melhorado.

Além do computador de bordo, o Fit traz de série: airbag duplo, ar-condicionado, ABS e BAS, trio elétrico e câmbio CVT . Como opcionais são oferecidos no Fit 2008: teto solar panorâmico, câmbio automático de cinco marchas, câmera para manobra de estacionamento além de banco dianteiro giratório para facilitar o acesso.

Em termos de motorização, o Fit conta com motor dianteiro transversal de 4 cilindros, 8V, injeção multiponto de 1339 cm³ e 100 cv de potência a 6 mil RPM.

As dimensões ficaram: 390 cm de comprimento, 169 cm de largura, 152 cm de altura, 250 cm entre eixos. O peso ficou em 1010 kg.

O porta malas tem capacidade para 363 litros e no tanque de combustível cabem 42 litros.

Freios a disco nas 4 rodas com sistema ABS e EBD.

Fonte: Revista Quatro Rodas

Aviso

Os textos e fotos deste blog somente poderão ser reproduzidos mediante autorização por escrito de seus autores. Se você encontrar aqui algum texto ou foto que esteja infringindo algum direito seu ou de outrem avise-nos deixando um comentário junto ao post que retiraremos assim que for constatada a irregularidade.