Google
 

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Moto Futurista Revoluciona


Ben Gulak é o canadense aficionado por motos que com apenas 18 anos tinha um sonho: Criar e construir uma moto que fosse ao mesmo tempo revolucionária, divertida e ecológica. E ele conseguiu, criou a Uno Motorcycle, uma moto que utiliza um sistema inovador que permite que as duas rodas fiquem lado a lado no mesmo eixo proporcionando uma maior inclinação nas curvas e agilidade nas manobras.





Com 54,4 Kg, a metade do peso de uma motocicleta convencional, a Uno Motorcycle contribui com a preservação da natureza porque não polui. Seu motor elétrico que por enquanto atinge 65 km/hora possui baterias que garantem uma autonomia de 3 horas sendo que a recarga leva apenas 17 minutos numa tomada elétrica comum.





Equipada com computador de bordo que gerencia seu motor principalmente quanto à aceleração que é automatizada: Para controlar a velocidade e fazer curvas basta inclinar o corpo prá frente, para trás ou para os lados, movimentos que são detectados por sensores que respondem de acordo.A suspensão inteligente é outro item importante da Uno Motorcycle.



Quando o veículo está trafegando em linha reta as duas rodas tem a mesma velocidade e posição. Já nas curvas cada roda tem sua altura e velocidade controladas de forma independente pelo computador reduzindo o risco de quedas.



Via: Revista Superinteressante

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Carro Esportivo vira Viatura da policia

O Salão do automóvel de Essen, que começará no sábado dia 29/11/2008 na Alemanha apresentará, entre outras novidades o Volkswagen Scirocco tunado e preparado para ser usado como viatura policial.

O carro que será apresentado pela Volkswagen é uma versão do Scirocco com suspensão esportiva, rodas de 20 polegadas, pneus 245/30 ZR20 e motor 1.4 de 210 HP.
Esse é mais uma alternativa para viaturas policiais a exemplo do que já ocorre em alguns países conforme podemos ver abaixo.

Sem dúvida é um grande reforço no combate a criminalidade em países que tenham um orçamento para segurança capaz de sustentar esse luxo.








Os policiais britânicos contam com o Volvo V70 para o combate a criminalidade urbana








O Nissan Skyline GTR vem sendo utilizado pela polícia do Japão








O esportivo Lotus Exige faz sucesso como viatura nas ruas da Austrália









A belíssima Lamborghini Gallardo impressiona como viatura policial italiana









A Ferrari 612 Scaglietti também vem sendo utilizada pela polícia inglesa










O Dodge Charger já vem sendo usado vários estados norte-americanos








O Nissan Skyline GTR vem sendo utilizado pela polícia do Japão












Na Áustria, tem até Porsche 911 Carrera servindo como viatura policial...










Viatura Policial Volkswagen Scirocco Polizei

Via:G1

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Carro voador Skycar- O futuro chegou


Lembra do carro do professor maluco do “De Volta para o Futuro”? Aquele que sai voando no final do primeiro filme? Não é que já chegamos lá, mas com esse carro aí da foto estamos chegando perto.


Trata-se do Skycar, ou mais precisamente o Moller M400 Skycar, veículo de quatro lugares que se transforma em poucos segundos em uma espécie de aeronave. Quem esteja surgindo aí uma solução para o engarrafamento cada vez mais conturbado das grandes cidades. Esse carro (ou seria avião?) foi concebido para que funcione de forma simples, consumindo não mais do que uma Land Rover ou um esportivo Porsche.


O pessoal do desenvolvimento não poupou grana no projeto, estima-se que tenha custado cerca de R$ 480 milhões. Ele deverá ser lançado comercialmente em 2012 ao preço módico de R$ 2,4 milhões. Eu já estou encomendando um prá mim...


terça-feira, 18 de novembro de 2008

"Flat-Mobile, O Carro Mais Baixo Do Mundo

Atração na Alemanha,o Flat-Mobile' tem apenas 48,26 centímetros de altura, apesar disso, está legalizado para circular nas ruas européias.

Batizado de ‘Flat-Mobile’ (algo como transporte achatado),o nanico entre todos os automóveis,está totalmente legalizados e habilitados a circular em vias públicas.


O ‘Flat-Mobile’ é pouco mais alto que um bebê sentado ).






O ‘Flat-Mobile’ é mais baixo que as rodas de um VW Golf, ao fundo.











Fonte:http://www.g1.globo.com

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Logos da Fiat, Volks, BMW, Ferrari, Ford e Outros


















Os logos dos fabricantes de carros que conhecemos hoje passaram por uma evolução ao longo de sua história.
Nessa seqüência de imagens podemos ver as sucessivas e interessantes mudanças dos logotipos da Fiat, Ford, Volkswagen, Renault, Peugeot, BMW, Alfa-Romeo, Mercedes Benz, Mitsubishi, Mazda e Audi.
Abaixo a história e algumas curiosidades sobre os logos de alguns dos principais fabricantes de automóveis do mundo:




Aston Martin

Aston Martin Lagonda Limited é uma empresa automobilística inglesa com sede em Gaydon, Warwickshire, Inglaterra. O seu nome é inspirado na prova de subida de montanha de Aston Clinton e no nome do seu fundador, Lionel Martin.

Audi

Os quatro aros unidos representam as marcas alemãs que formaram a Auto Union, fundada em 1947. São elas: Horch, Audi, Wanderer e DKW. No dia 1º de janeiro de 1985, a Auto Union passou a se chamar Audi AG, com sede empresarial em Nekarsulm, na Alemanha. O logotipo simboliza então a união entre as quatro marcas.

Alfa Romeo

O símbolo é composto pela bandeira com a cruz vermelha (brasão da cidade de Milão) e pela serpente devorando um homem (símbolo da família real milanesa). O nome da marca italiana, fundada em 1910, é a combinação da sigla A.L.F.A (Anonima Lombarda Fabbrica Automobili) com o sobrenome do engenheiro Nicola Romeo, fundador da marca.
Aston MartinAston Martin Lagonda Limited é uma empresa automobilística inglesa com sede em Gaydon, Warwickshire, Inglaterra. O seu nome é inspirado na prova de subida de montanha de Aston Clinton e no nome do seu fundador, Lionel Martin.

Chevrolet

Há uma lenda de que o logotipo em forma de gravata borboleta foi baseado no padrão de desenhos do papel de parede de um hotel em Paris onde um dos fundadores da marca, William Durant, se hospedou em 1908. Ele teria guardado a amostra na sua carteira para mais tarde adotá-la como símbolo da marca de automóvel que fundou em parceria com o piloto Louis Chevrolet.

Chrysler

A antiga estrela de cinco pontas, formada a partir de um pentágono com cinco triângulos, representa a precisão da engenharia. Ela voltou a ser o símbolo da companhia novamente em 2007 depois que a Cerberus Capital Management assumiu o controle acionário da Chrysler. O velho símbolo agora em versão 3D é uma tentativa de lembrar aos seus clientes da trdição da empresa como fabricante de carros de qualidade.

Citroën
O fundador da companhia foi o engenheiro francês André Citroën. Ele produziu armamentos durante a primeira guerra mundial para o governo francês. Quando acabou a guerra ele teve que encontrar um outro mercado. Foi aí que ele começou a produzir automóveis. Como símbolo de sua marca ele adotou os dois "V" invertidos, conhecidos na França como "Deux Chevron", que representam engrenagem bi-helicoidal criada pelo próprio André Citroen.

Ferrari

O famoso símbolo da Ferrari é um cavalo negro empinado em um fundo amarelo, sempre com as letras S F de Scuderia Ferrari. O cavalo era originalmente o símbolo do Conde Francesco Baracca, um lendário "asso" (ás) da força aérea italiana durante a I Guerra Mundial, que o pintou na lateral de seus aviões. Baracca queria o cavalo empinado em seus aviões porque o seu esquadrão, os "Battaglione Aviatori", foi inscrito num regimento da Cavalaria (forças aéreas estavam nos seus primeiros anos e não tinham administração separada), e também porque ele mesmo tinha a reputação de melhor cavaliere (cavaleiro) de sua equipe. Em 17 de Junho de 1923, Enzo Ferrari ganhou uma corrida no circuito de Savio em Ravenna e lá ele conheceu a Condessa Paolina, mãe de Baracca.


A Condessa pediu que ele usasse o cavalo em seus carros, sugerindo que isso lhe daria boa sorte, mas a primeira corrida na qual a Alfa permitiu o uso do cavalo nos carros da Scuderia foi onze anos depois, nas 24 Horas de Spa em 1932. Ferrari ganhou. Ferrari continuou a utilizar o cavalo negro, contudo adicionou um fundo amarelo porque era a cor símbolo de sua terra natal, Modena. O cavalo empinado não foi sempre identificado como marca apenas da Ferrari: Fabio Taglioni o usou também nas suas motocicletas Ducati. O pai de Tagliani foi de fato um companheiro de Baracca e lutou com ele no 91º Esquadrão Aéreo, mas ao passo que a fama da Ferrari cresceu, Ducati abandonou o cavalo; esse pode ter sido o resultado de um acordo privativo entre as duas marcas. O Cavalo empinado é hoje uma marca registrada da Ferrari.



Fiat
O nome FIAT é a abreviação de Fabbrica Italiana Automobili Torino, fundada por Giovanni Agnelli, em 11 de Julho de 1899. O logotipo da marca sofreu bastantes evoluções no decorrer dos anos. O primeiro logotipo da Fiat foi criado pelo pintor turinense Giovanni Carpanetto, a partir de um anúncio publicitário. Era o desenho de um pergaminho feito em latão em estilo rococó, que traduzia os gostos da época e a forma dos primeiros carros, muito semelhantes as carruagens. Trazia por extenso a razão social da empresa: Fabbrica Italiana di Automobili Torino e o número do chassis do veículo. A sigla não era o nome oficial da empresa, mas apenas a marca reservada ao produto. Hoje em dia o 15º logo é uma variante em estilo mais moderno do emblema usado pela companhia nos anos 20 (4º logótipo). Desenhado pelo Centro de Estilo Fiat, vem com a moldura e inscrição prateadas, com caracteres de corpo mais largo do que os símbolos históricos, sobre um fundo azul ponteado opaco e 72 milímetros de diâmetro. Os famosos quatro losangos inclinados 18 graus permanecem na parte posterior dos modelos como assinatura inconfundível da empresa. A idéia ao relançar o logotipo é associar as glórias daquele período, quando suas máquinas eram imbatíveis no automobilismo de competição, com a solidez e a modernidade do presente.


Honda

O logotipo da marca nipônica fabricante de carros, motos, motores e de navios consiste no "H" alusivo à sua denominação. No entanto, este "H" encontra-se relativamente inclinado para a direita, simbolizando um caminho para o futuro.

Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz é actualmente a maior fabricante de automóveis da Alemanha, e a mais antiga montadora de automóveis do mundo. A famosa estrela que representa a marca surgiu em 1909, a partir de uma ideia dos filhos de Gottlieb Daimler, Paul e Adolf, cada ponta da estrela representa: Terra, ar e mar. O nome, Mercedes-Benz, foi usado pela primeira vez em 1926, quando Gottlieb Daimler e Karl Friedrich Benz, que já produziam e comercializavam veículos separadamente, uniram esforços e passaram a trabalhar em conjunto.


















Renault


O losango parecido com um diamante foi adotado em 1925, para sugerir sofisticação e prestígio. Desde então, teve quatro mudanças de visual. O primeiro símbolo, de 1898, eram dois "R", em homenagem aos irmãos Louis e Marcel Renault, fundadores da marca francesa.


BMW
O logo da empresa alemã BMW (abreviatura de Bayerische Motoren Werke, que significa em português Fábrica de Motores da Baviera) tem uma forte relação com a indústria aeronáutica. Isso porque seu fundador Karl Friedrich Rapp a criou com a intenção de produzir motores de avião. Após a Segunda Guerra Mundial, quando já estava produzindo motocicletas, a BMW passou também a fabricar automóveis. O tradicional símbolo que tem um círculo dividido em quatro partes, em branco e azul é uma referência a bandeira da Baviera cidade sede da marca. Além disso o logo lembra um hélice em movimento contra o céu azul.

Lotus
O nome da marca é alusivo à flor de lotus e as inicias ACBC presentes no logotipo significam Anthony Colin Bruce Chapman, nome do fundador da marca, homem que revolucionou a F1. De fato, a lotus tem uma participação ativa nos campeonatos de F1.

Mitsubishi Motors
Empresa multinacional de origem japonesa. Domina diversos ramos da indústria, desde a indústria de electrónicos, naval, automobilística, atuando inclusive como empresa financeira/bancária. Em japonês significa "três diamantes". Tendo como termo de comparação os diamantes, o logo da marca e o nome são a representação da durabilidade e beleza dos seus produtos. Representa ainda o domínio do ar, da terra e dos mares, meios quem que atua.

Dodge - O búfalo simboliza a cidade de Dodge, localizada no estado de Kansas (EUA), no oeste norte-americano.

Ford
O símbolo oval com a assinatura de Henry Ford permanece quase inalterado desde a fundação da empresa, em 1903. Hoje ele inspira o desenho das grades dos carros da marca.

Jeep
Marca norte-americana cuja origem vem da pronúncia, em inglês, da sigla G.P. (General Purpose), utilizada para identificar os modelos destinados a vários tipo de uso.

Lamborghini
O touro que aparece no símbolo dos esportivos italianos é uma homenagem do fundador da marca, Ferruccio Lamborghini, às lutas de touro, pelas quais era fanático. Tanto que os carros da marca (Diablo e Murciélago) têm nomes de touros famosos.

Maserati
O logotipo da marca italiana representa o tridente de Netuno, símbolo da cidade de Bolonha. A fábrica foi fundada em 1919 pelos irmãos Carlo, Bindo, Alfieri, Ettore e Ernesto Maserati.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

BMW Gina o Carro Que Tem Pele





Será que ouvi direito ou o apresentador diz que só levaria duas horas para trocar toda o revestimento desse carro?
Se você não está entendendo nada, vamos explicar melhor: A BMW revoluciona o mercado automobilístico com o BMW Gina, um carro que é revestido por uma camada sintética flexível e que se molda ao seu formato.
No vídeo acima pode-se ver que o capô se abre para mostrar o motor e tanto os faróis como as sinaleiras ficam escondidas sob a cobertura. Os faróis abrem-se como se fosse um olho.
É um novo paradigma que surge em termos de tecnologia para carros. Vamos aguardar e ver se essa idéia vai se popularizar no mercado automobilístico.


quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Fotos do Volt Que a GM vai lançar no Brasil







Apareceram na Internet as primeiras fotos do Chevrolet Volt, carro elétrico equipado com o sistema E-Flex, um dos mais avançados sistemas de propulsão elétrica do mundo.

O veículo, que é alimentado por bateria, usa um motor a gasolina para gerar eletricidade adicional, aumentando significativamente sua autonomia no trânsito.

Nas fotos divulgadas na rede executivos da GM aparecem ao lado do Volt que parece bem diferente da versão que foi apresentada em 2007 no Salão do Automóvel de Detroit (veja na foto abaixo )
Acima o Chevrolet Volt lançado nos Estados Unidos em 2007, um design bem mais esportivo comparado com as fotos do Volt que deverá ser lançado no Brasil.
Na foto acima Robert A. Lutz, vice-presidente do conselho da General Motors Corporation, ao lado do Chevrolet Volt que chegará nos próximos meses ao mercado brasileiro.
No site da GM, Lutz afirma que o Volt se baseia na experiência da General Motors que abriu o mercado de veículos elétricos com o lançamento, em 1996, do EV1.

“Ele foi o ponto de referência em tecnologia de bateria e um grande avanço. Ainda assim, os carros elétricos, no geral, tinham limitações de autonomia, pouco espaço para passageiros e bagagem, não podiam subir um morro ou ter o ar-condicionado ligado sem exaurir a bateria e nenhuma opção para garantir a volta para casa no caso de a bateria ficar sem carga. Já o Chevrolet Volt é uma nova espécie de veículo elétrico. Ele resolve a questão da autonomia e tem espaço para os passageiros e seus pertences. Você pode subir um morro ou ligar o ar-condicionado sem se preocupar”, completa Lutz.

Este Sedã pode ser totalmente reabastecido se ficar conectado a uma tomada elétrica de 110 volts por cerca seis horas por dia. Depois que a bateria de lítio-íon tem a carga completada a autonomia do carro é de 64 Km na cidade, operando de forma totalmente elétrica.
Depois que a carga termina, um motor turbo de 1.0 litro e três cilindros é que fornece a energia elétrica para recarregar a bateria. Isso dá uma autonomia de cerca de 1.000 quilômetros.

Conforme explica Robert Lutz, se o proprietário do Chevrolet Volt percorre em torno de 96 quilômetros para ir e voltar ao trabalho e deixa a bateria carregando durante a noite ou mesmo durante o expediente é vem provável que não tenha que colocar gasolina por toda a vida útil do carro.

O que se sabe da versão americana é que o Chevrolet Volt foi projetado para rodar com o combusível E85, com uma mistura de 85% de etanol e 15% de gasolina. Considerando a autonomia de 62 km/litro seria o equivalente a mais de 217 km/litro de gasolina.

Na impossibilidade de carregar a bateria, o Volt pode fazer 20 km/litro usando o motor a gasolina que gera a eletricidade necessária. Isso daria uma autonomia para 1.029 quilômetros, o o dobro dos veículos convencionais.
Já o vice-presidente do Global Program Management da GM, Jonathan Lauckner, enfatiza que o Volt foi projetado de forma a agregar várias soluções de tecnologia de propulsão de última geração, o que garantiria uma grande vantagem da GM sobre a concorrência pois os veículos atuais foram projetados em função de sistemas de propulsão mecânica que tem os combustíveis a base de petróleo como fonte de energia.
Os carros do futuro devem ter a propulsão com eletricidade como referência. E é justamente aí que reside o diferencial do Chevrolet Volt.
Ele é o primeiro veículo projetado em função do Sistema E-flex da GM.
“É por isso que também temos uma variação do Chevrolet Volt com uma célula de combustível alimentada por hidrogênio, além de um motor a gasolina extensor de alcance”, afirma Lauckner.
Outra possibilidade apontada por ele é ter um motor a diesel movendo o gerador para criar eletricidade, usando biodiesel ou mesmo um motor a gasolina e etanol 100%. Essas alternativas todas são possíveis no sistema E-Flex da GM.
A arquitetura Chevrolet Volt Concept deverá equipar os veículos da GM no futuro, incluindo marcas como o Chevrolet Cobalt e o HHR.
Mesmo considerando que a propulsão mecânica ainda vai ser utilizada por várias décadas, o mercado se abrirá cada vez mais para os veículos elétricos em virtude principalmente do forte apelo ecológico desta tecnologia. Os problemas iniciais de autonomia estão cada vez mais ficando para trás, principalmente se considerarmos a utilização de gasolina, metanol, biodiesel ou hidrogênio proporcionadas pelo conceito E-flex para gerar a eletricidade necessária ao motor.
Como afirma Lutz: “Podemos adequar a propulsão para atender às necessidades específicas e à infra-estrutura de um determinado mercado. Por exemplo, alguém no Brasil pode usar 100% de etanol para alimentar um gerador de motor e bateria. Um consumidor em Xangai pode obter hidrogênio e criar eletricidade em uma célula de combustível. Enquanto isso, um consumidor na Suécia pode usar madeira para produzir biodiesel”.
A estratégia ambiental da GM é a curto prazo reduzir as emissões de CO2 e a longo prazo apresentar novas tecnologias que resultem em veículos com diferentes formas de propulsão.
Nesse sentido a empresa deverá acelerar o desenvolvimento de veículos movidos a eletricidade num esforço contínuo de aumentar a eficiência no consumo de gasolina e diesel nos motores ou mesmo substituir os combustíveis fósseis por outras formas de propulsão.

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Lançamento Nissan X-Trail: Tradição em 4X4



Lançamento Nissan X-Trail: Tradição em 4X4

O novo Nissan X-Trail já é sucesso de vendas no mundo todo devido ao seu conceito All Roads, a capacidade de se adaptar a qualquer tipo de terreno sem perda de conforto nem performance.







O veículo tem o maior torque (20,02 kgfm) e a mais rápida aceleração(11,9 segundos de 0 a 100 Km) entre seus concorrentes de até 2 litros.

No segmento de SUV's médios o Nissan Xtrail é que tem o maior teto solar e também o único equipado com a exclusiva transmissão automática XTRONIC CVT.

Painel do Nissan Xtrail

Quando se fala em um utilitário médio, o que primeiro vem à mente é o Honda CR-V, cujo novo desenho vem virando a cabeça e o pescoço de muita gente. Há um modelo, entretanto, que merece, pelas qualidades que apresenta, uma olhada bastante cuidadosa. Trata-se do Nissan X-Trail, que o WebMotors teve a oportunidade de avaliar nesta semana.
O preço do Nissan Xtrail é comparado com os demais utilitários médios é um dos aspectos mais atraentes (a partir de R$ 99.990,00).
Entre as características do Nissan Xtrail estão: regulagem elétrica do banco para motorista e para o passageiro, motor 2,5-litro de 180 cv e câmbio automático, distância entre eixos de 2,63 m, porta-malas de 410 l .

FICHA TÉCNICA – Nissan X-TRAIL

Comprimento Total: 4455 mm
Largura total: 1765 mm
Altura total: 1675 mm
Altura mínima: 200
Rodas: Liga Leve 16 x 6.5 JJ
Pneus Dianteiros e traseiros 215/65 R16
Motor: 2,5 litros / 4 cilindros em linha / DOHC duplo comando no cabeçote (DOHC) e refrigeração a água/ 16 V comando de válvulas continuamente variável / coletor de admissão variável
Combustível : Gasolina
Deslocamento: 2488 cc
Potência máxima: 180 cv/ 6000 rpm
Torque máximo: 25 kgfm / 2000 rpm
Taxa de compressão: 9.5 +/- 0.2
Sistema de Alimentação: Multi Point Injection
Capacidade do Tanque de Combustível: 60 l
Relação de Marchas :
1 / 2,785
2/1,545
3/1
4/0,694
Ré/ 2,272
Direção: pinhão e cremalheira hidráulica
Suspensão dianteira: McPherson independente
Suspensão traseira:independente multilink , com eixo rígido e braços de alumínio
Freios: sistema hidráulico, eletrônico de 4 canais / 5 sensores de ABS incluindo EBD
dianteiro e traseiro: discos ventilados, estacionamento:tambor
Porta malas: 410 l
Peso: 1.435 kg
Consumo urbano: 8,2 km/l
Consumo rodoviário: 12,4 km/l
Carroceria SUV de 5 portas, 5 lugares
Tração All-Mode 4X4 com acionamento no Painel
Tração 4X4 All Mode


Nissan Xtrail Airbags



Aviso

Os textos e fotos deste blog somente poderão ser reproduzidos mediante autorização por escrito de seus autores. Se você encontrar aqui algum texto ou foto que esteja infringindo algum direito seu ou de outrem avise-nos deixando um comentário junto ao post que retiraremos assim que for constatada a irregularidade.